Escritores

CONFIRA OS AUTORES E PUBLICAÇÕES E-LIBER:

Carlos Cardoso, o Tomate

Nascido em Jaguarão no ano de 1958, Carlos Cardoso, o Tomate, é professor e escritor. Possui graduação em História pela Universidade Federal do Pampa.

Além da escrita e da paixão pelo vinil e, em especial, pelo gênero Rock’ n Roll, o escritor jaguarense aprecia ainda uma boa conversa com amigos e familiares, sobretudo acompanhado de um bom e tradicional chimarrão.

Tomate é autor de Too Much – Rock’ n Roll e outras legendas, livro de estreia que reúne 36 textos de crônicas sobre música, rock e perfis originalmente publicados na coluna Too Much, do extinto Jornal Pampeano, e depois republicados no blog Diarios de la Pampería.

Em sua obra, Tomate apresenta, por meio de uma linguagem acessível e com notório poder de síntese, críticas e comentários de discografias clássicas do mundo da música e ao mesmo tempo conta histórias, revela casos e relembra memórias pessoais de personagens e amantes da audição em vinil que marcaram época no cenário cultural da fronteira Brasil-Uruguai.

*

Renato S. M.

Renato S. M. nasceu em Tarumã, estado de São Paulo, em 1981. É jornalista, professor, editor e pesquisador em Literatura.

Autor dos livros Diários de um jornalista sem solução e Um periodista em são José do Nortchê e outros casos, Renato possui doutorado em Letras (História da Literatura) pela Universidade Federal do Rio Grande – Campus Rio Grande e mestrado em Letras (Literatura e Vida Social) pela Universidade Estadual Paulista  – Campus Assis. É graduado em Comunicação Social: habilitação em jornalismo pela Universidade Estadual Paulista – Campus Bauru.

Diários de um jornalista sem solução, livro de estreia do autor, traz a história de um narrador-personagem que perambula pela cidade de Brasília atrás de personagens pouco comentados na realidade social. Destes personagens, surgem casos curiosos que o jornalista sem solução documenta em seus diários escritos com estilo particular e anedótico.

Em Um periodista em São José do Nortchê e outros casos, Renato se mascara de periodista e apresenta um conjunto de crônicas que se mesclam a outros gêneros, como a narrativa ficcional, o diário e o relato de viagem. O livro destaca um narrador-personagem que captura retratos expressivos de três regiões distintas da geografia brasileira, expondo com ironia e riso um olhar crítico de si e dos locais pelos quais perambula por um tempo.

*

Saulo Rodrigues de Carvalho

Saulo Rodrigues de Carvalho, poeta, palmeirense do signo de peixes. É professor, doutor e mestre em Educação Escolar pela UNESP de Araraquara. Trabalha na Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná, onde ensina a ensinar crianças.

Sobre as coisas inúteis, livro de poesias de Saulo, simboliza retratos de vida, seus seres e animações por meio de uma criação fundada no conceito de poiésis, cujo significado para os gregos antigos era o de ação prática, em referência aos indivíduos que tinham a capacidade de fazer algo, de criar.

“Uma criação inútil”, conforme diz o autor deste discurso artístico, referendando-o por um dado “compromisso de inutilidade”: “Ele [o livro] não serve para nada, não resolve problema nenhum, não pretende ajudar ninguém. É apenas uma história singular, de alegria, dor, indignação e celebração. É apenas um livro de poesia”.

Compartilhe:
Close
Close

Sign in





Abrir Conversa